11h26

Sankhya

Compartilhe
Sankhya
A busca das empresas para melhorar a gestão do negócio, aperfeiçoando e otimizando processos internos para se tornarem mais lucrativas e competitivas diante ao cenário da crise econômica brasileira, fez a Sankhya, desenvolvedora e provedora de gestão de empresarial para grandes e médias empresas, registrar no primeiro semestre de 2016 o maior número de vendas já registrado desde a sua fundação, em 1989.
“Nossa proposta exclusiva de valor se encaixa perfeitamente no cenário que estamos vivendo”, afirma Felipe Calixto, Diretor Presidente da Sankhya, se referindo ao diferencial da empresa, que alia tecnologias inovadoras, 100% disponíveis na web e em dispositivos móveis, com ferramentas que medem o grau de maturidade da gestão, como o Maha Gestão, desenvolvido pelo próprio Grupo Sankhya, e metodologias que acompanham a evolução gerencial do negócio, após a implantação. “Esses processos reforçam o compromisso com os resultados do cliente e nos ajudam a entender melhor seus desafios, e como podemos auxiliá-los”.
 De acordo com Breno Riether, Diretor Nacional de Vendas da Sankhya, o investimento na expansão e na consolidação das Unidades de Negócio também foi responsável pelos bons números registrados pela Sankhya. “Abrimos novas unidades e profissionalizamos nossos canais de distribuição, renovando times e contratando os melhores profissionais do mercado, adotando um programa de excelência baseado em meritocracia”.  No primeiro semestre do ano, entre os setores que mais se destacaram estão serviços e atacado distribuidor. O agronegócio também demonstrou grande evolução nas vendas da Sankhya, sendo o setor destaque da economia brasileira, com previsão de crescer entre 2% a 2,5% em 2016, segundo a ABAG (Associação Brasileira de Agribusiness). “A solução Sankhya tem total aderência para atender às necessidades específicas que estes mercados requerem”, diz Riether.  Para o segundo semestre as previsões são ainda mais positivas. “É nítido o clima mais otimista por parte dos empresários, desde maio, em decorrência das mudanças políticas, e, como prova disso, tivemos os dois melhores meses de nossa história, maio e junho. Até o final do ano, a expectativa é acelerar ainda mais esse ritmo de crescimento, fechando o ano com um faturamento acima de R$ 100 milhões, e um aumento de mais de 100% nas vendas”, finaliza Riether.
Compartilhe
Deixe seu comentário
Acesse
Leia também no
Newsletter
Receba no seu e-mail todas as novidades da Revista Distribuição
Facebook Instagram YouTube
Cadastro 5
Cadastro 5
Cadastro 5
Fale com a redação
(11) 5572.1221
Ramal: 206
Publicidade
(11) 5572.1221
Ramal: 210
2016 - 2017. Revista Distribuição. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo | Agência Digital