13h45

73% dos gestores esperam melhora do consumo e produção em 2017, aponta pesquisa

Para 65% dos empresários ouvidos, o principal fator da crise no Brasil é politico

Compartilhe
Pesquisa feita pela Câmara Americana de Comércio Brasil aponta que 67% dos diretores e gestores financeiros acham que está havendo uma onda de otimismo o que, segundo eles, na verdade é um voto de confiança no governo, na hora da pesquisa, ainda de transição, agora empossado, depois da aprovação do impedimento. Tanto que 35% deles achavam que a indefinição política, agora definida, não era motivo do adiamento dos investimentos na economia brasileira como um todo. De qualquer forma, 48% dos diretores e gestores financeiros de 155 empresas que atuam no Brasil responderam que a não votação do impeachment estava atrasando decisões estratégicas em empresas brasileiras. De qualquer forma, ao mesmo tempo, 24% dos consultados enxergam uma retomada concreta da economia por conta da nova agenda econômica e ajustes do atual governo, agora empossado de vez pelo Congresso Nacional. Em 2017, por exemplo, 73% deles acham que a economia deve melhorar os indicadores de consumo e produção. Tem mais: 83% dos diretores financeiros dizem que o ajuste nas contas públicas deve ser a grande prioridade. Para 65% dos empresários ouvidos na pesquisa, o principal fator da crise no Brasil é politico. De qualquer forma, eles dizem que estão preocupados, no momento, com o seguinte. Para 39%, é o consumo em baixa. Para 17%, medo do aumento de impostos. Para 14%, inadimplência alta.
Compartilhe
Deixe seu comentário
Acesse
Leia também no
Newsletter
Receba no seu e-mail todas as novidades da Revista Distribuição
Facebook Instagram YouTube
Cadastro 5
Cadastro 5
Cadastro 5
Fale com a redação
(11) 5572.1221
Ramal: 206
Publicidade
(11) 5572.1221
Ramal: 210
2016 - 2017. Revista Distribuição. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo | Agência Digital